LIXÃO E LIXO ORGÂNICO EM RONDÔNIA CONHEÇA OS MALEFÍCIOS AO MEIO AMBIENTE.
Terça, 07 de Novembro de 2017 - Atualizado as 19h22min

Constantemente presente na vida da população mundial o lixo orgânico tem a facilidade de se decompor rapidamente, um tempo estimado de aproximadamente dois meses, ao contrário de outros materiais como o plástico por exemplo, que leva até quatrocentos anos, ou o vidro e a borracha, os quais os cientistas ainda não conseguem precisar o tempo que eles levam para retornar aos ciclos naturais do planeta. Logo, a matéria orgânica não é um problema para a sociedade, certo? Errado! Ainda no processo de decomposição, este material produz o gás metano (CH4), um dos gases responsáveis pelo efeito estufa, interferindo diretamente no agravamento do aquecimento global. Outro perigo visível aos “olhos nus” e de poder contaminante grave é o chorume, líquido escuro muito comum encontrado principalmente nas lixeiras da cozinha. A grande problemática enfrentada até hoje por órgãos ambientais fiscalizadores, nada mais é de que o fruto da decomposição orgânica de muitos materiais, gerados em larga escala nos depósitos de lixo espalhados por todo o país nos chamados “Lixões a céu aberto.”

Seguindo o que dispõe a legislação ambiental vigente, em muitas cidades brasileiras os antigos lixões deram espaço para os aterros controlados onde todo o chorume que contaminaria o solo e as nascentes são  acumulados em locais apropriados que dispõe de mantas impermeabilizantes de forma que não haja qualquer contato com o solo e os lençóis freáticos.  Infelizmente, despreocupados com a saúde da população e do meio ambiente, muitos gestores municipais ainda insistem na prática criminosa de jogar o lixo produzido nas cidades em locais inapropriados.   Nestes ambientes, o chorume polui o solo em que está diretamente em contato e, ao infiltrar-se neste, pode alcançar lençóis freáticos e poluir as águas.

RECAPITULANDO:   Lixo orgânico é todo resíduo de origem vegetal ou animal, ou seja, todo lixo originário de um ser vivo, como os restos de alimentos orgânicos carnes, vegetais, frutos, cascas de ovos, papel, madeira, ossos, sementes, etc. Este tipo de lixo precisa ser tratado com todo cuidado, pois pode gerar consequências indesejadas para os seres humanos como, por exemplo, mau cheiro, desenvolvimento de bactérias e fungos, aparecimento de ratos e insetos. Nestes casos, várias doenças podem surgir, através da contaminação do solo e da água. É preciso acabar com os lixões nas cidades, diga não ao lixo a céu aberto, diga não ao lixo orgânico depositado de forma errada, a população de Rondônia quer mais saúde, lugar de lixo é no aterro sanitário.

  • Fonte: Aroldo Tavares
Publicidade
loading... Carregando conteúdo...

Digite aqui seus comentários.

Reload the CAPTCHA codeSpeak the CAPTCHA code
 
Publicidade