Tragédia anunciada: Ponte do Riozinho está a mais de três meses escorada por madeiras

Fonte: Pimenta Virtual
Publicado em 24 de mai. de 2016 às 11:25
Imagem da Notícia Tragédia anunciada: Ponte do Riozinho está a mais de três meses escorada por madeiras

Há mais de três meses a ponte sobre o Rio “Riozinho”, localizada entre os municípios de Pimenta Bueno-RO e Cacoal, segue literalmente escorada por vigas de madeira.

 

 Essa talvez seja uma daquelas tragédias anunciadas, onde a qualquer momento alguém vai dizer “Eu avisei”. É explicito o alerta anunciado pela curvatura da ponte.

 

 A ponte de concreto apresenta sinais visíveis de alerta, uma parte da ponte está cedendo, facilmente é possível observar um lado mais baixo que o outro. O problema já persiste há algum tempo, porém, a única providência tomada até agora pelos órgãos competentes, nesse caso o governo federal, foi “escorar” a ponte com vigas de madeira.

 

 Preocupado com a situação, na última semana o Deputado Estadual Cleiton Roque (PSB), solicitou ao Corpo de Bombeiros de Cacoal um laudo técnico. O resultado ainda não foi apresentado, porém, a primeira vista não é preciso ser nenhum engenheiro para prever que o pior pode acontecer a qualquer momento.

 

 Um emaranhado de madeira está sustentando as vigas de concreto que cederam, no local onde a torre de madeira foi fixada, uma enorme rachadura chama a atenção. O paliativo foi feito pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte).

 

 A “obra” provisória, já ultrapassa os três meses, a pergunta que resta é até quando? Será que algo trágico precisa ocorrer para que alguém de competência tome providências sérias?

 

 O Deputado Cleiton Roque foi enfático em cobrar a responsabilidade do governo federal: “A união tem que fazer algo urgente! Esta situação não pode persistir, é fato que algo está muito errado, vou aguardar o laudo técnico, para que possa junto com o governo do estado cobrar uma solução urgente, vamos cobrar antes que seja tarde demais e um pai de família perca sua vida por conta da omissão dos órgãos competentes”. Disse o deputado.

Publicidade

Mais Lidas

Últimas

Publicidade